Não deixe que a hiperidrose lhe tire qualidade de vida

São comuns os relatos de pessoas que sofrem de hiperidrose, que manifestam graves problemas comportamentais e de socialização relacionados com este problema de saúde. As manchas de suor na roupa e/ou a constante transpiração das mãos e dos pés, leva a que muitas vezes exista a tendência para as pessoas, que sofrem com hiperidrose, se isolarem e não se exporem a determinadas situações de convivência social.

Não é difícil perceber como, alguém que sofra de hiperidrose, tenha dificuldade em enfrentar momentos de convivência social, dos seus mais variados tipos:

            . Entrevistas de emprego: A tensão e o nervosismo gerados por este tipo de situação, pode levar a um aumento da transpiração. A simples ideia de que o possível futuro empregador se aperceba do problema, é suficiente para atemorizar quem sofre de hiperidrose.

            . Conhecer pessoas novas: A presença em eventos sociais onde é provável que se conheça pessoas novas é assustadora para quem sofre com este problema, na medida em que a pressão de causar uma boa impressão é afetada pela transpiração excessiva.

            . Realização de testes e trabalhos na escola: Como um dos sinais mais comuns da hiperidrose é a transpiração excessiva das mãos, é fácil perceber como isso pode afetar o rendimento de quem sofre desta doença, nos momentos de avaliação escolar.

Felizmente, atualmente já existem novos processos terapêuticos que permitem que, quem sofre de hiperidrose, não volte a experienciar qualquer tipo de incómodo ou limitação em eventos sociais.

Descubra os novos tratamento para a hiperidrose!

Para que não volte a sentir quaisquer limitações ou inibições relacionadas com a hiperhidrose, o primeiro passo será ver o seu problema corretamente diagnosticado por um médico. Posteriormente, caberá ao médico definir qual a melhor opção terapêutica para o seu caso em particular. No entanto, pode investigar e ficar conhecer as novas opções terapêuticas que existem à sua disposição.

Um dos novos métodos de tratamento é a simpaticectomia toracoscópica, um procedimento onde se procede à destruição das terminações nervosas na cavidade torácica , que são responsáveis pela produção excessiva de suor. É um procedimento cirúrgico muito simples e pouco invasivo, que recorre a pequenas incisões na axila e que raramente obriga a um período de internamento superior a um dia.

Vença a hiperidrose

Não deixe que a hiperidrose tenha um impacto negativo na sua vida. Procure o acompanhamento e os tratamentos necessários, para que consiga vencer este problema e ter uma vida normal, sem qualquer tipo de constrangimentos ou vergonhas. Não pode ser um problema de resolução possível a travar o seu sucesso, tanto a nível pessoa como profissional. Ganhe coragem e enfrente esta condição de saúde.

Na eventualidade de conhecer alguém que sofra com este problema, não hesite em aconselhar-lhe que procure esse mesmo aconselhamento médico e preste-lhe todo o apoio necessário durante o processo de tratamento.

Conheça o tratamento para a Hiperidrose miraDry »

Fontes:

Dra. Joana de Carvalho - Especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular

Licenciada em Medicina e Cirurgia iniciou a formação específica em Angiologia e Cirurgia Vascular em 2005, no Hospital de S. João. Obteve o grau de especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, submetendo-se, posteriormente, ao exame de certificação europeu, obtendo o título de Fellow of the European Board of vascular Surgery. Desempenhou funções de Consultora Científica na área de Cirurgia Vascular do Programa Harvard Medical School Portugal. Realizou o curso Master em Fleboestética e fez certificação na técnica CLaCS (Cryo-Laser & Cryo-sclerotherapy), ambas no Brasil. Atualmente concentra a sua atividade na prática de técnicas minimamente invasivas, sem necessidade de internamento ou repouso e com resultados cosméticos otimizados. Mantém presença assídua em revistas com artigos temáticos na área da cirurgia vascular, bem como em programas de televisão onde aborda vários temas de cirurgia vascular e explora as soluções para o tratamento de derrames e varizes.

Partilhe este artigo