Recuperação de uma Cirurgia Vascular: o que fazer

O momento Antes de uma Cirurgia Vascular

cirurgia vascular vida activa

Quer o seu problema se encontre nas pernas, no abdómen ou até no pescoço, numa artéria ou numa veia,a cirurgia vascular pode ser a sua única opção de tratamento.

O termo encerra um conjunto amplo de procedimentos, que podem ir desde o tratamento de varizes ou inserção de um stent a um complexo bypass.

Em qualquer um dos casos o médico cirurgião vascular irá prestar-lhe todas as informações necessárias para a preparação de uma intervenção de sucesso.

É importante seguir os seus conselhos para garantir maior segurança e eficácia do procedimento cirúrgico, mas ainda mais importante é capitalizar os seus recursos no período pós-operatório, de forma a minimizar complicações e maximizar as possibilidades de uma recuperação bem-sucedida.

 

Conselhos para a recuperação de uma Cirurgia Vascular

Desde logo, se se encontra em recuperação de uma cirurgia vascular, manter-se sob supervisão do seu médico é essencial.

Porém, uma boa parte da recuperação encontra-se nas suas mãos. Muitos pacientes, durante a fase de recobro, acabam por temer as recaídas e complicações, falhando em adotar os estilos de vida mais adequados para a retoma da sua vida ativa.

Seguem 5 conselhos para conseguir uma recuperação rápida e correta.

1. Mantenha uma vida ativa

Como qualquer outro procedimento cirúrgico, uma cirurgia vascular implica um período de repouso e inatividade (que depende da intervenção em causa), mas é fundamental que tente levar a cabo as suas atividades normais, dentro do que pode fazer e de acordo com o que o seu médico aconselhar.

2. Recorra a terapeutas

Em alguns casos, o recurso a terapeutas que lhe permitam recuperar as funções físicas perdidas é essencial, sem receio e sem intimidar, uma vez que quanto mais depressa iniciar o processo de recuperação, maior será a possibilidade de sucesso.

3. Adote um estilo de vida saudável

Caso tenha de passar uma cirurgia vascular, existirá certamente uma razão para o ter de fazer.

É absolutamente fundamental ajudar o seu corpo a recuperar através da adoção de um estilo de vida saudável, que combata as causas subjacentes à sua patologia e forneçam ao seu corpo os nutrientes necessários a uma recuperação rápida.

O período pós-cirúrgico é ideal para perder de uma vez os hábitos poucos saudáveis, muitas vezes responsáveis pelo problema vascular (em particular nas situações de patologia arterial). Se ainda o faz, esta é a altura ideal para deixar de fumar e seguir a dieta recomendada pelo seu médico, por exemplo.

4. Tome a medicação correta

Após uma cirurgia vascular poderá ser necessário ingerir medicamentos específicos.

Junto do seu médico, certifique-se de que compreende o que cada medicamento faz, como deve tomá-lo, com que frequência e até quando (muitos dos medicamentos, como por exemplo, a aspirina, não se destinam a tomar apenas no período pós-operatório, mas devem ser tomados por tempo indefinido).

Se tomava alguma medicação antes da cirurgia, poderá já não precisar dela ou poderá ter de alterar a dosagem, sendo por isso crucial consultar o seu cirurgião vascular.

Do mesmo modo, ingira apenas os medicamentos prescritos e não consuma suplementos, medicamentos de venda livre ou outros, sem consultar com o seu médico para se certificar de que não terão qualquer interação medicamentosa.

Tome criteriosamente os anticoagulantes: anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários como o Varfine, Plavix ou Aspirina, são frequentemente prescritos durante a recuperação de uma cirurgia vascular. Eles são fundamentais para impedir o estreitamento das artérias, ou formação de coágulos dentro dos stents. Certifique-se de que toma as doses corretas e com os intervalos adequados, durante o período que o seu médico prescrever. A ingestão adequada destes fármacos será um fator de muita importância no sucesso da sua cirurgia.

5. Preste atenção à higiene

Durante a recuperação, procure manter uma higiene cuidada, em particular certificando-se que as incisões estão limpas e secas.

Utilize o sabonete recomendado pelo seu médico e não aplique óleos ou compostos sem a sua permissão. Cumpra as indicações para realização dos pensos.

Paralelamente, tenha particular atenção ao processo de cicatrização e alerte o seu médico se notar a abertura da linha de incisão, a supuração da ferida, o local da incisão quente e avermelhado, ou febre.

Em qualquer momento ao longo da sua recuperação, não hesite em recorrer ao seu médico e não aceite conselhos avulso, nem se automedique.

O profissional de saúde que o acompanha é o único que conhece totalmente a medicação que está a tomar e o seu estado de saúde, de forma a proceder a ajustes que auxiliem a sua rápida recuperação.

Saiba mais sobre os Médicos de Cirurgia Vascular »

Fontes:

Dra. Joana de Carvalho - Especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular

Licenciada em Medicina e Cirurgia iniciou a formação específica em Angiologia e Cirurgia Vascular em 2005, no Hospital de S. João. Obteve o grau de especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, submetendo-se, posteriormente, ao exame de certificação europeu, obtendo o título de Fellow of the European Board of vascular Surgery. Desempenhou funções de Consultora Científica na área de Cirurgia Vascular do Programa Harvard Medical School Portugal. Realizou o curso Master em Fleboestética e fez certificação na técnica CLaCS (Cryo-Laser & Cryo-sclerotherapy), ambas no Brasil. Atualmente concentra a sua atividade na prática de técnicas minimamente invasivas, sem necessidade de internamento ou repouso e com resultados cosméticos otimizados. Mantém presença assídua em revistas com artigos temáticos na área da cirurgia vascular, bem como em programas de televisão onde aborda vários temas de cirurgia vascular e explora as soluções para o tratamento de derrames e varizes.

Partilhe este artigo