A importância de tratar os derrames na fase inicial

Os derrames nas pernas, a par das varizes, são situações encaradas como naturais pela maioria das pessoas, sobretudo as do sexo feminino. Mas, o que muita gente não sabe e devia saber é que as varizes e os derrames devem ser tratados o quanto antes, sob pena de provocarem complicações mais graves.

Muitas das pessoas que sofrem com estas maleitas opta por nada fazer, por receio ou desconhecimento. Isto, apesar de, muitas vezes, terem sensações de dor, peso e cansaço.

O que são derrames nas pernas?

Os derrames têm o nome científico de telangiectasias e, no fundo, são pequenos vasos capilares que surgem na pele, tipicamente nas zonas dos tornozelos e coxas.

Caso não sejam tratados, estes derrames tornam-se mais abundantes e podem provocar alterações da pele.

Algumas veias de pequeno calibre (chamadas “veias reticulares”) podem, com o tempo e na ausência de tratamento, dilatar e formar  varizes. Se, ainda assim, o problema não for tratado, de forma adequada e com recurso a procedimentos de cirurgia vascular, estas varizes podem complicar com formação de flebites superficiais, trombose venosa profunda, alterações de pele como manchas, eczema, fragilização da pele, podendo mesmo formar feridas de difícil cicatrização.

Quanto mais for adiado o tratamento, maior será o sofrimento e mais complexo será o tratamento, com eventual prejuízo do resultado.

A importância de tratar os derrames nas pernas

Os derrames e as varizes são um tipo de patologia que, quanto mais avançam, maior incapacidade e complicações podem provocar.

Pelo desconforto estético, os pacientes deixam de querer conviver social e familiarmente. Já em termos de saúde, há muitos casos registados de pacientes que, inclusivamente, chegam a deixar o emprego e até a pedir reformas antecipadas por invalidez.

É fundamental tratar os derrames e as varizes na sua fase inicial para evitar problemas maiores.

Para evitar estas situações deveras incomodativas, trate os derrames e as varizes na sua fase inicial e impeça ao máximo que evoluam para outros estágios.

Conheça os nossos tratamentos para Varizes e Derrames »

O que acontece se não tratar os derrames e varizes nas pernas?

Estas situações podem evoluir para estádios mais avançados se não forem tratadas. Podem complicar de eczema ou de úlcera (ferida)da perna, podendo incapacitar os pacientes e demorar, por vezes, vários meses ou até mesmo anos a cicatrizar.

Trate os seus derrames e varizes com especialistas vasculares

Marque uma consulta de cirurgia vascular e submeta o seu caso a apreciação médica.

Recorde que a doença venosa crónica aumenta o risco de outros problemas dermatológicos, especialmente infeções cutâneas e eczemas.

A avaliação vai permitir dar início ao processo de diagnóstico e terapêutico em tempo útil. Quanto mais cedo começar o tratamento, mais rápido e eficaz ele será. E menos complicações vai ter.

Marque a sua Consulta de Varizes »

Dra. Joana de Carvalho - Especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular

Licenciada em Medicina e Cirurgia iniciou a formação específica em Angiologia e Cirurgia Vascular em 2005, no Hospital de S. João. Obteve o grau de especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, submetendo-se, posteriormente, ao exame de certificação europeu, obtendo o título de Fellow of the European Board of vascular Surgery. Desempenhou funções de Consultora Científica na área de Cirurgia Vascular do Programa Harvard Medical School Portugal. Realizou o curso Master em Fleboestética e fez certificação na técnica CLaCS (Cryo-Laser & Cryo-sclerotherapy), ambas no Brasil. Atualmente concentra a sua atividade na prática de técnicas minimamente invasivas, sem necessidade de internamento ou repouso e com resultados cosméticos otimizados. Mantém presença assídua em revistas com artigos temáticos na área da cirurgia vascular, bem como em programas de televisão onde aborda vários temas de cirurgia vascular e explora as soluções para o tratamento de derrames e varizes.

Partilhe este artigo

Artigo anterior

Ver todos os artigos

Próximo artigo